sábado, 12 de agosto de 2017

thank you stranger






Thank you stranger...

Era uma noite quente de Setembro,
apetecia tudo menos regressar ao hotel, o ambiente que se vivia naquele fim de semana em Madrid parecia escolhido por quem sabe o que aprecio.
Envolvida por uma espécie de magia decidi ficar, mesmo sabendo que 4 horas depois teria que apanhar um avião e quanto mais me demorasse , menos dormia...
E qual é o teu problema, pensava... fazes directa!
Lá consegui chegar ao bar, tarefa dura e demorada, entre atropelos, pisadelas, e muito sentido de humor, de quem como eu ,estava ali para se divertir, dançar e ver gente bonita.
"Una coca-cola zero con hielo por favor",gracias
-Una quê?
Diz uma voz ao meu lado...
Puedo ofrecerle una copa de champán?
tenemos que hacer un brindis,...
Por esta noche caliente,
por Madrid
e por todas las hermosas mujeres que nos visitan.
Agradeci, tentei explicar-lhe que não bebo ,mas qualquer coisa que dissesse era em vão, estava decido!
Educado ,gentil e simpático, não tive como recusar...
terminei o brinde com um " a ti" e Obrigada!!!
Despedi-me e fui até ao outro lado onde estava o grupo de amigos com quem tinha ido,
a minha expressão devia ser tão alegre, que suscitou alguns comentários malandros .
Sorri e encolhi os ombros!
Como se alguma força me tivesse atraído,
Olhei em direção ao canto oposto do bar.
Oh meu Deus, o que é aquilo?
Encostado ao balcão, de copo na mão, com ar descontraído e seguro, de olhar intenso e quase perturbador ,balançava-se suavemente ao som da musica.
À sua volta o ritmo era frenético, o que mais o fazia sobressair no meio daquela confusão de corpos suados e braços no ar.
Sem conseguir desviar o olhar, a minha expressão de incrédula, provocou-lhe um sorriso sedutor...
Aquele sorriso tinha magia, um não sei quê feito de tudo, de tudo o que aprecio num homem,
e que de repente me levou até outro sorriso,
à memoria de um outro local,
onde já não vivo
que já não me pertence
mas que não ouso esquecer...
Quem sabe o destino, num dia destes qualquer, te leva a ti aquele bar, onde eu chegarei a seguir...
E enquanto isso não acontece, eu vou tendo assim uns sorrisos...
que apenas me fazem lembrar o teu!

Aroma da Alma

Nani carvalho

1 comentário:

  1. Nani, é necessário muito pouco para provocar um sorriso e basta um sorriso para tudo se tornar possível;)

    ResponderEliminar

Pela calçada vazia...

O anoitecer chegou devagar vazia de vida ficou a calçada nem passos nem palavras, sentimentos deixados ao abandono espalhados aq...