terça-feira, 25 de abril de 2017

Rosa,sempre!







E eis que uma revolução acaba com a reputação duma flor.
Já ninguém a usa em arranjos de mesa nem em ramos de noiva,já não faz parte de jardins cuidados e elegantes,e não entra em nenhum quarto de hospital onde acabou de chegar um recém nascido...
Esta associação ou colagem retirou-lhe protagonismo , significados(outros)...que crueldade pobre cravo.
Mas ainda bem que foi ele e não a rosa,ainda bem que tu ó rosa tens espinhos, foram eles que te salvaram.
Eu festejo a Liberdade de expressão e o fim da ditadura... sem cravos e sem grande emoção!
Na verdade és tu ó rosa que me comove e representas todos os momentos felizes.
Pode ser que um dia te associem ao fim do terrorismo e da fome no Mundo...
E até te consigo imaginar deslumbrante a voar no bico duma pomba branca!

Nani Carvalho

Abril 2017

Era um pedido simples...

Era uma fria manhã vésperas de Natal, acordei com o barulho da sessão de circo que tinha começado,abri a janela e um lindo ...