segunda-feira, 2 de março de 2015

Até que o dia seguinte chegou...

 
 
 
 
Conheciam-se sem nunca se terem visto.
Ele, dono de uma voz sedutora, era educado e gentil.
Foram descobrindo que o que os mantinha ligados era muito mais do que aquilo... tinham tanto em comum, pensavam de forma semelhante sobre diversos temas, queriam da vida as mesmas coisas, e eram livres.
Ela, dona duma sensibilidade que chegava a comover, apreciava a sua constante atenção e carinho, tinha sido aliás esse o aspecto que mais a atraiu .
A sua presença que não sendo física ,era tão próxima e constante que parecia que sempre se tiveram na vida um do outro.
Gostava do que sentia...
O tempo foi passando e o dia a dia mantinha aquele constante ritual, uma SMS por tudo e ás vezes por nada, fazia das semanas e dias um fiel aliado.
Tinha chegado o momento de se olharem, tinha chegado o momento de tornar físico o que os aproximava tanto.
Ele, era muito mais do que aquilo que ela já sabia... debaixo daquela sua sensual timidez, era  um homem atraente, absurdamente atraente.
Ela adorou conhece-lo ...
Dona de um romantismo que tudo transformava em magia, estava feliz.
Tinha valido a pena, e a ilusão tinha-se apoderado dela...
Até que o dia seguinte chegou...e com ele o fim do dia ...
Percebeu que afinal não tinha nada daquilo!

Nani Carvalho


thank you stranger

Thank you stranger... Era uma noite quente de Setembro, apetecia tudo menos regressar ao hotel, o ambiente que se vivia naquele ...