quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

E se a vida deixar...



O tempo insiste em deixar-te ficar
neste lugar sempre igual
capaz de todos os dias recordar
que aquele sonho de te amar
nunca vai ter um final

em cada rosto que olho
em todos os sorrisos que me sorriem
naquela mão que me dá
naquele abraço que me envolve
na música que de maldade sempre toca

este sentir que a vida traz
esta emoção aqui guardada
este desejo que me mexe
e te mantêm especial

é que mesmo o tempo ao passar
deixa parecer que foi agora
nesta cumplicidade brutal
entre o que vejo e o que sinto
o que já vi e senti

e se a vida deixar
que eu te deixe aqui ficar
todas as noite ao sonhar
é a ti que vou amar

Nani Carvalho








domingo, 18 de janeiro de 2015

A emoção do teu abraço...



Tive em tempos a  bênção de te ter conhecido
eras minha
podia sentir o sedutor odor do teu perfume
em todos os lugares por onde andava
era um amor cúmplice e mágico
juramos que seria para sempre
que
nem a distancia
nem a vida
nem o destino
nos separariam...
fui-me embora e percebi que morri naquele dia
esperava voltar a encontrar-te
sentia saudades e sofria
 sabia que voltaria...
Não pronunciei uma única palavra
porque desconhecia a palavra capaz de expressar o que sentia
as lágrimas caiam-me no rosto
os olhos turvos e húmidos não me deixavam olhar-te
quiseste que apenas sentisse intensamente
e no meio daquela imensidão de emoções
foi como se me tivesses abraçado...

Nani Carvalho
(Luanda 2015)



Era um pedido simples...

Era uma fria manhã vésperas de Natal, acordei com o barulho da sessão de circo que tinha começado,abri a janela e um lindo ...