domingo, 20 de dezembro de 2015

E se fosse sempre Natal?!








Pelas ruas da minha cidade
adornadas de luz e esperança
imagino um Mundo de Paz
enfeitado de Felicidade

com a humildade que tem
o brilho de cada estrela
com a alegria de quem
Vos dá  tudo o que tem

se eu voltasse a nascer
e tivesse de novo que escolher
eu queria voltar a fazer
esta nossa amizade crescer

nas pessoas que encontrei
nos amigos que não esquecerei
num coração onde guardei
todos os momentos que amei

nesta emoção de sentir
nesta vontade de sorrir
que me deixa lembrar
esta imensa magia de amar

pelos anos que passaram
pelas estórias que ficaram
pelos gestos que trocamos
na saudade com que ficamos

neste Natal eu pedi
em cada Natal eu peço
 a vossa amizade é o presente
que eu desejo e que mais quero


all i want for christmas is you...


Nani Carvalho

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

A Sul de todos os Sules...







 É exatamente ali, no meio do Mundo, onde tudo se equilibra,
 que o calor,
 a humidade
 e a magia tomam conta de nós.
A sul do Equador vive a minha natureza,
 o tom da minha pele,
 o ritmo do meu corpo.
E é exatamente ali, a sul do Equador
onde a alma é verde e azul
que pinto as cores de todos os sonhos.
Deslumbrada com tudo o que me rodeia, tenho a sensação que sempre pertenci aquele lugar,
procuro em cada emoção que me provoca a origem de todo este sentir.
É um sentir a amor, a saudade e a felicidade...
 Como se a cada respirar,
o cheiro da terra e da chuva me levassem de volta á infância .
Aqueles cheiros, aquelas cores, e aquele mar, devolvem-me identidade,
e deixam-me na memoria o doce sentir da fantasia,
 que ali, como em nenhum outro lugar
eu sou capaz de resgatar
no tempo o tempo perdido
no amor um amar colorido.
A intensidade com que me acolhes
a simplicidade com que me olhas
a humildade como te apresentas
a lealdade a ti e a mim.
Era chegado o crepúsculo ,
a lua que aparecia
o sol desaparecia
e nesse preciso momento
em que o dia deu o lugar á noite
eu a pensar sonhei
que foi a ti que sempre amei

in "Agora pode ser"

Nani Carvalho











domingo, 22 de novembro de 2015

O nosso anoitecer...







A noite cai rapidamente sobre a cidade,
uma brisa gelada deixa-me desconfortável, as pessoas que se cruzam comigo vão encolhidas e de semblante franzido.
Não há sorrisos, nem calor nos olhares, esvaziam-se as ruas e os lugares tão de repente quanto caiu a noite.
Olho à minha volta e percebo que apenas restei eu, a minha musica ,e os meus pensamentos, continuo a caminhada firme e decidida no objectivo de me manter em forma.
Aquela sensação volta a apoderar-se de mim, é nestes momentos a sós na cidade que isto me acontece.
Parece até que foi toda a gente embora para que possamos ficar os dois.
Tu e Eu envolvidos nesta estranha magia que nos chega do anoitecer.
Apareces vindo não sei de onde, não sei se vens com a brisa, com a Lua, ou com as estrelas, mas vens, sempre, mesmo quando a Lua não se vê e nem sequer há estrelas.
Falo-te dos meus sonhos, dos meus desejos,
 peço-te sempre a mesma coisa.
A verdade é que  não os realizas, se calhar não tens esse poder.
Não importa.
Consigo sentir a Paz, a doçura  com que quase me tocas, sem, a cumplicidade com que me envolves, capaz de me retirar todos os medos e fazer-me sentir forte e amada. 
E quando toda a energia e amor se apoderam novamente de mim ,a brisa sopra mais forte e num instante tu desapareces.
Ás vezes a Lua aparece nesse momento, é como se essa brisa forte que te levou, afastasse todas as nuvens para que  eu a pudesse olhar.
Agradeço o sorriso que me deixas a cada anoitecer...
Acho que já sei quem és...

in "Agora , pode ser "
Nani Carvalho













domingo, 8 de novembro de 2015

Era...

 
 



Havia ali qualquer coisa,
não sei se era desejo, ou uma vontade descontrolada que fosse o que sentia
era doce, era sensual, era arrepiante
era tudo isso
era a cabeça que se perdia
era a sensatez que desaparecia
era...
era a Lua e a sua magia
era a musica e a melodia
era a mão que mexia
era a boca que sentia

o querer que não passava
a consciência que trocava
o certo pelo errado
o quero lá saber
o que está a acontecer
o tempo que voava
 no momento abençoado

não acreditava que podia
mas sabia que o queria
e sem pensar deixei
que o tocar fossem  palavras
o olhar a poesia


Nani Carvalho
in "Se for vida, que seja imortal"





quarta-feira, 1 de julho de 2015

Desculpe foi por engano...




Era um engano, daqueles que acontecem sem ser por engano, clica-se em "gosto", quando afinal o que queríamos era ler, cuscar, e que passasse despercebido.
Era mais uma daquelas noites em que me apetecia ficar em casa, saturada de jantares e saídas , cansada, e a precisar de férias.
Adoro estes momentos a sós comigo, como se no meu silêncio, o pensamento me levasse a outras coisas, outras pessoas e novas emoções
Fantasias ou sonhos ? ...Whatever...
Liguei o ipod ás colunas da sala, espalhei velas pela casa, uma Paz imensa transformou aos poucos aquele cansaço todo num relax total.
Tocava the blower,s daughter, o efeito que esta musica do Damien Rice tem sobre mim é absolutamente incompreensível .É como se nada mais existisse. Eu e um mundo, onde o amor é perfeito e sublime,e que desperta esta minha enorme capacidade de amar alguém e não ter ninguém a quem amar.
Ás vezes sinto-me uma "anormal", outras, uma ingrata, a vida poe no meu caminho, oportunidades, pessoas interessantes, atraentes, e eu... nada!!!
Peguei no tablete e fui ver o feed de noticias do FB, tirando aqueles posts sobre, auto estima ou  "o que foste em vidas passadas", até me divirto, encontro sempre alguma coisa interessante ou alguma noticia  que ainda desconhecia ,porque eu e a televisão, temos uma relação muito distante.
Naquela noite, deu-me para ler comentários a posts que eu própria havia comentado. Um quadradinho minúsculo com uma foto despertou a minha atenção.Não, não foi o que lá estava escrito, foi a foto da pessoa que comentou...
Hum... deixa-me lá ver isto melhor, pensei...
Vi as fotos uma a uma, voltei a ver.
Tudo o que ali estava me interessava, mesmo sendo o" tudo", muito pouco para tanta curiosidade.
Pus um "gosto" num comentário dele...
Não nos conhecemos, mas queria conhecer!
Desfiz o "gosto"...fácil !
Difícil foi ignorar o que me tinha despertado tudo aquilo.
 Tenho poucas certezas na vida, mas uma é inquestionável ,o meu feeling.
Lembrei-me duma estória que li...
Apaixona-te por quem se apaixonar por ti, por quem te leve até ás nuvens, mesmo que esteja um dia lindo de sol...
Por quem te diga num olhar, o que as palavras nunca conseguirão dizer...
Por quem, num simples  e leve tocar, te deixe entranhado na pele o prazer e o desejo...
O resto, não existe,
 não interessa,
 é apenas um engano!!!

Nani Carvalho

quarta-feira, 10 de junho de 2015

 
 
 


A esta distância que nos  mantêm separados, digo-lhe:
-Não valeu de nada, ouviste?
Nem tu, nem a saudade e nem sequer a vida vão conseguir...
Nem o  doloroso silêncio dos meses e anos que passaram...
Nada!
Podia fingir que me esqueci,
que ser 11 de Junho é como ser outro dia qualquer,
mas não é!
Á felicidade peço lhe que te faça sorrir
á vida, que te deixe ficar
ao universo, que cuide bem de ti
ás pessoas, que te façam feliz
aos bons momentos, que te fiquem na memória
ao amor que sentes, que não te desiluda
á emoção, que te dê carinho
á noite, que seja de paz
ao dia peço-lhe energia
ás estrelas, o sonho...
ao dia 11 de junho, que seja inesquecível ...



Nani Carvalho

(11 de Junho 2015)








sexta-feira, 5 de junho de 2015

Nem o Céu nem o mar vão poder separar-nos...

 
 
 
 
Ouço esta música que fala
De lutas
Sonhos e paixão
E sei...
Sei que não és feliz
A ilusão que sentias e tanto querias
Vai-te  abandonando dia após dia
Sei que lutas para a contrariar
Talvez permaneças aí
Porque te falta a coragem
Porque a vida sempre se antecipa e decide por ti
E tu deixas...
Eu conheço-te de lugares e tempos longínquos
                                                                   De todas as vidas
Sinto o que tu sentes
E dói-me quando te dói
E sei...
Sei através do Universo que nos mantem Unidos
                                                                   Das estrelas e da lua
Do dia e da noite
Do abraço incompleto
                                                          Do beijo com desejo a outro sabor
Sei...
Das noites ,do medo
Dos sonhos e da saudade
Da vontade
Daquela louca vontade...
encontra uma maneira
Salva a tua e a minha alma
procura no meio disso tudo
O que parece esquecido
Há outro caminho
Tu sabes...
 
 
In "se for vida, que seja Imortal"
 
Nani Carvalho
 
 


segunda-feira, 27 de abril de 2015

Se eu pudesse resgatar...

 
 
 



O som daquele batuque
O sorriso de criança
A alegria de quem vê
Beleza em tudo que canta

Naquele lugar distante
Feito do encanto e do sonho
Onde um dia fizeste constante
Este meu viver tristonho

Ainda que a vida me dê
Esse som com um sorriso
E esse Belo lugar
Se não me devolver o momento
Em que tudo aquilo era magia
Fica aqui a saudade e a morte
Da Alma e daquele sonho

Se eu pudesse resgatar
No tempo aquele momento
Transformava aquela emoção
Aquele bater do coração

Num lugar onde saudade
Fosse apenas o nome
Da beleza do sorriso
Do som e deste meu sonho
Que carrega felicidade


Nani Carvalho

"Se for vida, que seja imortal"





quarta-feira, 8 de abril de 2015

And so it is...

 
 
 
 
É este sentimento e emoção
Que fazem  lindos os sonhos que tenho
Como se neste tempo que passou
Aquele nosso lugar de sempre
Estivesse ali á nossa espera

As ruas daquela cidade
Onde ficaram as marcas de nós
Gritam a quem por lá passa
Esta saudade não passa

Uma estória e um amor
Um sentir naquele abraço
Que afinal o que havia
Era muito mais do que magia

A vida sabe o que faz
escrito naquele muro
Deixa-me um sentimento de paz
porque se isso for verdade
e a vida souber mesmo o que faz
voltarei aquele mesmo lugar
e escreverei por baixo no muro
não me deixes morrer de saudade


Nani Carvalho

in "se for vida, que seja imortal"







segunda-feira, 2 de março de 2015

Até que o dia seguinte chegou...

 
 
 
 
Conheciam-se sem nunca se terem visto.
Ele, dono de uma voz sedutora, era educado e gentil.
Foram descobrindo que o que os mantinha ligados era muito mais do que aquilo... tinham tanto em comum, pensavam de forma semelhante sobre diversos temas, queriam da vida as mesmas coisas, e eram livres.
Ela, dona duma sensibilidade que chegava a comover, apreciava a sua constante atenção e carinho, tinha sido aliás esse o aspecto que mais a atraiu .
A sua presença que não sendo física ,era tão próxima e constante que parecia que sempre se tiveram na vida um do outro.
Gostava do que sentia...
O tempo foi passando e o dia a dia mantinha aquele constante ritual, uma SMS por tudo e ás vezes por nada, fazia das semanas e dias um fiel aliado.
Tinha chegado o momento de se olharem, tinha chegado o momento de tornar físico o que os aproximava tanto.
Ele, era muito mais do que aquilo que ela já sabia... debaixo daquela sua sensual timidez, era  um homem atraente, absurdamente atraente.
Ela adorou conhece-lo ...
Dona de um romantismo que tudo transformava em magia, estava feliz.
Tinha valido a pena, e a ilusão tinha-se apoderado dela...
Até que o dia seguinte chegou...e com ele o fim do dia ...
Percebeu que afinal não tinha nada daquilo!

Nani Carvalho


sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

14 Fevereiro...







Eu quero aquele olhar que me mata
aquele tocar que incendeia
o desejo que me leva
como a tempestade que tudo estremece
porque depois de te amar
em cada uma das noites
vou cobrir-me com a lua
e tu,com as estrelas que me abraçam
e nos envolvem
num sentir
e  num sonhar
que amor é isto que faz
a mim,a felicidade plena
de ti, a outra parte de mim

Nani Carvalho



quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

E se a vida deixar...



O tempo insiste em deixar-te ficar
neste lugar sempre igual
capaz de todos os dias recordar
que aquele sonho de te amar
nunca vai ter um final

em cada rosto que olho
em todos os sorrisos que me sorriem
naquela mão que me dá
naquele abraço que me envolve
na música que de maldade sempre toca

este sentir que a vida traz
esta emoção aqui guardada
este desejo que me mexe
e te mantêm especial

é que mesmo o tempo ao passar
deixa parecer que foi agora
nesta cumplicidade brutal
entre o que vejo e o que sinto
o que já vi e senti

e se a vida deixar
que eu te deixe aqui ficar
todas as noite ao sonhar
é a ti que vou amar

Nani Carvalho








domingo, 18 de janeiro de 2015

A emoção do teu abraço...



Tive em tempos a  bênção de te ter conhecido
eras minha
podia sentir o sedutor odor do teu perfume
em todos os lugares por onde andava
era um amor cúmplice e mágico
juramos que seria para sempre
que
nem a distancia
nem a vida
nem o destino
nos separariam...
fui-me embora e percebi que morri naquele dia
esperava voltar a encontrar-te
sentia saudades e sofria
 sabia que voltaria...
Não pronunciei uma única palavra
porque desconhecia a palavra capaz de expressar o que sentia
as lágrimas caiam-me no rosto
os olhos turvos e húmidos não me deixavam olhar-te
quiseste que apenas sentisse intensamente
e no meio daquela imensidão de emoções
foi como se me tivesses abraçado...

Nani Carvalho
(Luanda 2015)



thank you stranger

Thank you stranger... Era uma noite quente de Setembro, apetecia tudo menos regressar ao hotel, o ambiente que se vivia naquele ...