domingo, 27 de abril de 2014

mesmo sem ti...sempre te terei






Quando tudo á minha volta me faz lembra de ti
Imagino que te tenho nos braços
Que te abraço de emoções
E sonho...
Que o para sempre daquele momento, era até hoje
E sozinha prometo-me
 Jamais te esquecer
Percebo que,
Sem ti na minha vida ,
não acredito em mais nada
Que o amor e a alma
 o carinho e o desejo
Tinham o nosso cheiro
Que o sorriso e o olhar
Nos deixavam despidos
Num paraíso de imensa paixão
E vejo
 os pássaros que voam juntos
 as flores que desabrocham
 o rio que corre sereno
E sinto
A brisa que insiste em trazer-te
no tocar leve do meu cabelo
Na carícia no meu rosto
Na leveza que a minha alma sente
E quero
Que tudo isto que sinto
Que as memórias que ficam
Que a saudade que doí
Me acompanhem neste e em todos os momentos
Em que sem ti
Sempre te terei
E desejo
Que seja lá onde for
Seja lá com quem for
Tenhas a felicidade de sentir
A brisa que toca o teu rosto
 te acaricia o cabelo
E te envolve
Num abraço com alma
E num beijo com paixão
Quanto a nós
Havemos de voltar
Numa outra vida
Onde a alma sem idade
Fará de toda esta saudade
Um Amor que será para sempre
Nani Carvalho




sábado, 26 de abril de 2014

a música que toca aqui...






nesta noite escura e fria
O som tem a mesma melodia
Dos momentos que me abraçam
Com um amor que é de saudade

O tempo que ao passar
Te deixou aqui ficar
Faz das lembranças o tocar
e me deixa sem lugar

Um sentimento sem sentido
Faz da minha alma vagabunda
E diz-me baixinho ao ouvido
Isto é amor não se confunda

O tempo pode passar
A musica parar de tocar
Mas até a morte chegar
É a ti que vou amar

E cada vez que me liberto
Parece que fico mais perto
porque a musica que toca aqui
Tem o som da que ouves aí

Nani Carvalho







domingo, 13 de abril de 2014

Escandaloso desejo ;)

 
 
 
 
 
 



De amor e escandaloso desejo
A noite sentiu a paixão
De dois corpos e um louco tesão
no olhar que ainda vejo

Um tocar que  incendeia
um fogo incontrolável
Que deixou na minha pele a ideia
Que se fosse amor,era aceitável

Em nós a doce sensação
De toda aquela emoção
Dum querer e um saber
Fazer com magia acontecer

O tempo que de inveja voou
A noite que de boa passou
O cheiro que de bom ficou
E a vontade que em saudade transformou




Nani Carvalho







quarta-feira, 9 de abril de 2014

E as palavras?

 
 
 
 


Olhava-te com aquele olhar que tem a esperança,
De sorrisos rasgados e cúmplices
De um  Eu feito de Ti
De alegria,
Aquela alegria que em dias cinzentos, chuvosos e mortos,
enchessem de sol e calor as nossas almas, e nos trouxessem de volta á vida.
Tínhamos tanto...
Tínhamos quase tudo...
Um tudo que nos envolvia com carinho
Um tudo que nos olhava, sorria e deixava,
Que fazia das palavras a doce poesia,
Do toque a mais perfeita melodia...
Cada gesto era a expressão em nossos rostos, da mais bela das paisagens...
O melhor da natureza em nós,
Como aquela flor que se rega e que cresce
Linda, pura, bela...
Olho da minha janela, nesta noite escura e amena
E procuro...
Em algum lugar deve estar a lua, eu não a vejo
Em algum lugar deve estar a paz
Eu não a sinto
Mas,naquele lugar de sempre, estão as estrelas
Elas, que nunca me abandonam
Tristes, menos cintilantes, mas firmes
Carregadas com toda a esperança que me devolve ao olhar
E que, se olhar,atentamente
Encontrarei
No meio de toda esta escuridão
O que não quiseste guardar
Procurarei no meio das silvas
Aquele olhar cheio de esperança
Aquele sorriso meigo e cúmplice
Aquele carinho abandonado
Aquele tocar da triste melodia
E as palavras?
As palavras , essas, perderam-se no silêncio
que faz agora
muda
a minha poesia...

Nani Carvalho






segunda-feira, 7 de abril de 2014

As gaivotas que passavam...

 
 
 


um anoitecer a dois
um sentir com a ilusão
que toda esta emoção
nos deixava juntos depois

No silêncio dum abraço
Para que nada apagasse
O efeito do sol no mar
E em mim o desejo de te amar

A timidez do teu sorriso
Esse olhar meigo e sensual
Fez deste momento preciso
A magia de ficar especial

A felicidade de puder
A enorme vontade de fazer
Este por do sol acontecer
Com o sonho de o viver

As gaivotas que passavam
As ondas que rebentavam
Foram cúmplices do que nascia
Enquanto a lua aparecia

Do outro lado do mar
Enquanto o sol nascia
A lua adormecia
E aqui o amor acontecia



Nani Carvalho




domingo, 6 de abril de 2014

Quando o que termina...afinal não acaba ...




Ela sabia que o que tinha á sua frente, era tudo o que sempre desejou...
Sabia que apenas lhe era concedido um momento ... depois, tudo acabaria.
Não era  esse o seu estilo...
não era pessoa de curtir um momento, tirar dele todo o prazer possível, e ,esquecer, como se a seguir ,nada se tivesse passado.
Ainda assim, decidiu arriscar...
Podia ser que se envolvessem emocionalmente, podia ser que para os dois, fosse muito mais do que apenas um instante...
Podia ser que apesar de tão fugaz o momento, a magia do que sentia e sonhava estivesse ao seu alcance...
A noite foi deles...
A cumplicidade enchia de ilusão aquela sala...
A musica ,o  ambiente acolhedor e romântico ,deixavam no ar o cheiro da fantasia de que aquilo que sentiam podia bem ser Amor...
A química, incendiava de desejo aqueles dois corpos, a atração, fundia-os num prazer tão sublime que a deixou emocionada...
Olhava-o com o olhar de quem sabe que acabou...
Beijava-lhe o rosto lindo e sereno, com o sabor a beijo de despedida...
A musica "I can take my eyes of you"gritava o que ela calava, enquanto uma lágrima de saudade descia pelo seu rosto suavemente ...
"and so it is, just he said it would be"...não deixava lugar a duvidas...
Ele tinha-lhe dito...
e naquela noite, disse mais uma vez...
Não havia lugar para ela na sua vida...
Ainda assim... ela entregou-se...
Guarda aquele carinho, guarda o seu cheiro, guarda as lembranças daquela noite, num lugar só dela, onde, junto com outros cheiros e emoções vividas, ele ocupou um espaço ainda vazio...
Nesse lugar chamado Alma... onde o que termina afinal não acaba...

Nani Carvalho

Pela calçada vazia...

O anoitecer chegou devagar vazia de vida ficou a calçada nem passos nem palavras, sentimentos deixados ao abandono espalhados aq...