sexta-feira, 28 de novembro de 2014

talvez te encontre no destino...









Talvez te encontre no destino
desta esperança que levo ao colo
de um dia longe ou perto
saíres dos meus versos e  poemas
onde adormeço e apenas sonho
que a esse mar,quente e distante
há-de chegar este meu grito
com  o som desta dor indomável
que tanto escrevo para que não me  mate

em cada poema que crio
em cada verso explode
este sentir cruel a saudade
da presença e da beleza
do tocar doce e sensual
do olhar que envolvia
do sorriso que fazia
o amor parecer magia

Nani Carvalho









segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Um lugar no paraíso...







nesta noite escura e amena
sinto aquela emoção serena
de quem pertence ao luar
e vive em qualquer lugar

no parapeito da minha janela
à luz do luar e da vela
sinto na música o abraço
que me faz esquecer o cansaço

da saudade do sorriso
da vontade no olhar
do desejo de tocar
dum lugar no paraíso

a brisa que toca nas árvores
as folhas que repousam no chão
o brilho que a lua ostenta
com orgulho e com magia

o rio que por ali passa
e faz espelho aquelas sombras
como se soubesse que a paz
é a natureza que faz

com emoção no olhar
peço à lua que ao brilhar
me deixe ficar a vontade
e me devolva a metade

do sorriso e do tocar
do carinho no olhar
daquela voz que ao cantar
me deixa saudades de amar

Nani Carvalho






sábado, 1 de novembro de 2014

Não me tires a ilusão...







Não me tires a ilusão
que vive nos sonhos que tenho
não me tires a emoção
que toca as lembranças que tenho
não me tires a sensação
que amor é isto que temos
dá-me o tempo e o momento
dá-me a alegria e a paz
dá-me a certeza e esperança
que não é sonho,é real
que emoção é a doce sensação
que me devolve o amor
no tempo que ao passar
traz saudade do momento
e se por algum motivo alheio
não chegar a ser real
devolve-me a ilusão
a cada sonho em que a emoção
aquela alegria e a paz
me devolve a sensação
da certeza e da esperança
que guardo no meu coração

Nani Carvalho



quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Era um Amar antigo...






um amor que vinha de longe
de vidas e tempos passados
de cheiros e tempestades
da calma que emprestava paz
daquela beleza serena
imensa
igual
uma paixão que  devolvia ao olhar
um sentimento que  envolvia em carinho
uma vida em duas vidas
como se a tua vivesse da minha
e a minha te desse a vida
imortal
irracional
natural
a saudade de velhos olhares
dos sorrisos que aqueciam
do desejo que queimava
das mãos que tocavam
das lembranças que voltavam
enfeitiçadas
embrulhadas
abraçadas
a esperança que regresse
num nascer ou por do sol
aquele amor que não morreu
aquele olhar que ficou
aquele sorriso de quem amou
aquela paixão que nos queimou
nesta vida que voltou

Nani Carvalho


segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Uma noite, um olhar,uma ilusão...





Naquela noite serena
o mar e o som das ondas
foram cúmplices do que nascia
do momento que invadia
o meu mais profundo desejo
da tua vontade louca
que os nossos olhares sentissem
o nosso sorriso consentisse
a nossa alma vivesse
um não sei quê feito de ilusão
que aquela noite era nossa
como foi aquela outra
onde nos tocamos e percebemos
que afinal o que tanto queríamos
tinha o nome de fantasia
a idade e um amor maduro
capaz de nos fazer entender
que para além do que sentíamos
havia uma proximidade tal
que apostaria sem receio
que em outras vidas vividas
tu e eu fomos amantes
se a distancia não esquecer
se a saudade aparecer
se a vontade permanecer
e sem ti enlouquecer
se desse lado longe e distante
olhares o mar e as ondas
e vires o meu sorriso aparecer
se esse calor te lembrar
se essa brisa a mim te cheirar
aquela noite foi a primeira
aquele olhar
e a ilusão ao pensar
que tu e eu ...

Nani Carvalho


segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Eu queria ser a lua...






Eu queria ser a Lua
ter a beleza e a luz
os sonhos e a magia

eu queria ser o Mar
ter a imensidão e encanto
o movimento e a cor

eu queria ser o Sol
ter a alegria e o calor
o por do sol e o crepúsculo


porque se eu fosse a lua
iluminaria a tua noite
encheria de amor os teus sonhos
e mostrava-te com magia
que a beleza da vida
tem na cumplicidade da Lua
uma tamanha pureza
uma  tal simplicidade
e uma enorme vontade

se eu fosse o Sol
acariciava-te nos momentos tristes
transformava dor em alegria
e aquecia-te
por dentro e por fora
num tocar a tua pele
com tanta profundidade
que chegaria à tua alma

e o Mar?
bem, o mar...
ai,se eu fosse o Mar
levaria para longe os teus medos
dava-te a força e grandeza
de veres em cada momento
as cores e o encanto
das pessoas e dos dias
dos sorrisos e dos sonhos
e das coisas
das outras coisas todas...

Nani Carvalho












terça-feira, 16 de setembro de 2014

um destino sem um fim...






O tempo é tão rápido que até parece que voa
a saudade é tanta que até parece que aumenta
o Amor é tão intenso que até parece que queima
e eu,
sigo...
 este caminho sem fim á vista
 que me leva a lado nenhum
 me afasta em vez de aproximar

umas vezes caminhando
outras vezes sonhando
sigo
esta minha enorme vontade
de um dia te encontrar
aqui por onde passamos
ali onde nos beijamos
na despedida em que nos abraçamos

e é quando a noite cai
que sem forças me rendo ali
cansada e quase sem vida
olho à volta
apenas gaivotas
que regressam à nossa praia
e eu sonho
que junto com elas um dia
chegas tu também aqui

e assim
volto sempre ao anoitecer
quando a praia é apenas delas
e a Lua projecta as sombras
com o contorno da tua

Nani Carvalho



segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Podia lá ser Feliz sem vocês...





A vida até me podia levar para outros lugares
tirar-me aquilo de que tanto gosto
roubar-me o verão ,
a lua
 e até o pôr-do-sol
nunca mais ouvir o barulho do mar
deixar de sentir o vento e a brisa quente
e eu continuaria a sentir a felicidade.
Só uma coisa ela na pode...
deixar que se esbata o teu sorriso
deixar que eu não sinta o teu carinho
fugir de mim o teu abraço
fazer surda a tua voz
tirar-te do meu coração
porque eu não saberia viver sem ti
não encontraria o caminho
perder-me-ia por aí
num cinzento quase preto
de escuridão e imensa tristeza
e de nada valia que houvesse o mar,
o sol
 a lua
porque ainda assim eu seria infeliz
um amigo ,o meu sorriso
os meus amigos a minha felicidade
e venha lá o que estiver para vir
e seja lá o que for
desde que continues aqui...

Nani Carvalho


quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Take the chance...





                                                               

há pessoas que entram nas nossas vidas
vindas
não sei de onde
não sei porquê
nem sequer sei com que fim
como se tivéssemos que ter resposta para tudo...
como se fizesse alguma diferença saber antecipadamente
 de onde vêm e porque chegam...
eu tenho uma teoria...
a minha "mania" de ter sempre uma teoria...
elas chegam até nós  porque algum "Anjo" as enviou
para que fizessem parte das nossas vidas
e nós das delas...
em algum momento,isto ficará claro
e enquanto esse momento não chega
eu agradeço aos Anjos
e ao Universo
porque sempre que alguém chega á minha vida
ela fica mais rica,mais cheia de vida
mais luminosa...
eu,que acredito em "milagres"
eu,que acredito nos Anjos
eu,que acredito na boa vontade e sabedoria do Universo
eu,que acredito nas Estrelas
digo
ninguém chega por acaso
e,o acaso existe e chega do Céu
e do Céu só chega o que é bom

Obrigada a ti Universo por mais uma vez
teres feito chegar até mim esta estrela
que não sei porquê
que não sei como
encheu de luz a minha Alma
com a simplicidade e doçura
da sua própria Alma...

Nani Carvalho





sábado, 21 de junho de 2014

o teu calor e a minha ilusão...

 
 
 
 
 
Olhava para trás e encontrava
O tempo e a doce sensação
naquela tarde de verão
Que de emoções misturava

O teu sorriso e o meu
O meu olhar e o teu
O desejo que depois
Tudo aquilo fosse a dois

O teu calor e a minha ilusão
Com o cheiro e a emoção
De voltar a esse verão
 Onde deixei o coração

Eu chego até a supor
Que alem de sonhador
Este inesquecível amor
Um dia me mata de dor

A lua que aparecia
A areia que ainda aquecia
Um lugar e toda a magia
Que me devolve o que queria

Neste e em cada verão
Que para em cada estação
Faço dele a minha paixão
Sem que me falte imaginação

E mesmo sem esse chão
Que juntos pisamos outrora
Carregada de recordação
Deixo- te aqui e agora


Nani Carvalho








quinta-feira, 29 de maio de 2014

this blue comes from God...

 
 
 
 
 



Versão adaptada ao Crioulo de Cabo Verde
 
 
 
 
Na sabura dum estória
E na quêbrante dum amor
Mar ta contá bôs sêgred
E de-meus tâ fcá chei de cor
 
Cima se esse azul de bóssa
Ta  caísse de céu e ta bem de Deus
E  mim m’sintisse que bô ta vivê
Na bôs sonho e na de-meus tambê.
 

Cada onda que ta xquêbrá na praia
E que ta rolá n’areia
Ta parcê um braça
Braça pa munde intêr

 
Mim, quónde m’ ta spiá esse mar de Cristo
Esse mar d’ága limpe e paradim
M’ ta tchóbe fcá co nha destine
Paquê nha alma ê de-bóssa
 
E quónde sol cambá
Cansóde de tónte brilhá
Nôte ta bem e  lua ta nascê
 Mais graça m’tem  de crêb tcheu.

 

Som daquele morna
Que vente spaiá  nesse ilha
Ta  tchá um sentimente
Que ta vróbe moda um fidjo

 
Graça de f’cá prali
Razon de nha grande amor
 Um partida bem triste
De quem sabê tudo de bô
 
Nani Carvalho/ArmandoLima Jr (Manduka)

domingo, 25 de maio de 2014

this blue comes from God...






com a beleza dos contos
E a magia do amor
O mar conta  os teus segredos
Que enchem os meus de cor

Como se esse azul que exibes
viesse do céu e de Deus
E eu sentisse que vives
Nos teus sonhos e nos meus

 cada onda que chega á praia
E se enrola na areia
Parece que é um abraço
Que envolve todo este espaço

Ao olhar este mar Divino
De agua transparente e calma
deixo a ti o meu destino
Porque é tua a minha Alma

E quando o sol adormece
Cansado de tanto brilhar
Vem a lua e anoitece
Com o desejo de te amar

O som daquela morna
Que a brisa espalha na ilha
Deixa um sentimento que torna
De ti quase uma filha

Um desejo de ficar
Por este amor justificar
Uma partida com a dor
Da saudade com Amor


Nani Carvalho









domingo, 27 de abril de 2014

mesmo sem ti...sempre te terei






Quando tudo á minha volta me faz lembra de ti
Imagino que te tenho nos braços
Que te abraço de emoções
E sonho...
Que o para sempre daquele momento, era até hoje
E sozinha prometo-me
 Jamais te esquecer
Percebo que,
Sem ti na minha vida ,
não acredito em mais nada
Que o amor e a alma
 o carinho e o desejo
Tinham o nosso cheiro
Que o sorriso e o olhar
Nos deixavam despidos
Num paraíso de imensa paixão
E vejo
 os pássaros que voam juntos
 as flores que desabrocham
 o rio que corre sereno
E sinto
A brisa que insiste em trazer-te
no tocar leve do meu cabelo
Na carícia no meu rosto
Na leveza que a minha alma sente
E quero
Que tudo isto que sinto
Que as memórias que ficam
Que a saudade que doí
Me acompanhem neste e em todos os momentos
Em que sem ti
Sempre te terei
E desejo
Que seja lá onde for
Seja lá com quem for
Tenhas a felicidade de sentir
A brisa que toca o teu rosto
 te acaricia o cabelo
E te envolve
Num abraço com alma
E num beijo com paixão
Quanto a nós
Havemos de voltar
Numa outra vida
Onde a alma sem idade
Fará de toda esta saudade
Um Amor que será para sempre
Nani Carvalho




sábado, 26 de abril de 2014

a música que toca aqui...






nesta noite escura e fria
O som tem a mesma melodia
Dos momentos que me abraçam
Com um amor que é de saudade

O tempo que ao passar
Te deixou aqui ficar
Faz das lembranças o tocar
e me deixa sem lugar

Um sentimento sem sentido
Faz da minha alma vagabunda
E diz-me baixinho ao ouvido
Isto é amor não se confunda

O tempo pode passar
A musica parar de tocar
Mas até a morte chegar
É a ti que vou amar

E cada vez que me liberto
Parece que fico mais perto
porque a musica que toca aqui
Tem o som da que ouves aí

Nani Carvalho







domingo, 13 de abril de 2014

Escandaloso desejo ;)

 
 
 
 
 
 



De amor e escandaloso desejo
A noite sentiu a paixão
De dois corpos e um louco tesão
no olhar que ainda vejo

Um tocar que  incendeia
um fogo incontrolável
Que deixou na minha pele a ideia
Que se fosse amor,era aceitável

Em nós a doce sensação
De toda aquela emoção
Dum querer e um saber
Fazer com magia acontecer

O tempo que de inveja voou
A noite que de boa passou
O cheiro que de bom ficou
E a vontade que em saudade transformou




Nani Carvalho







quarta-feira, 9 de abril de 2014

E as palavras?

 
 
 
 


Olhava-te com aquele olhar que tem a esperança,
De sorrisos rasgados e cúmplices
De um  Eu feito de Ti
De alegria,
Aquela alegria que em dias cinzentos, chuvosos e mortos,
enchessem de sol e calor as nossas almas, e nos trouxessem de volta á vida.
Tínhamos tanto...
Tínhamos quase tudo...
Um tudo que nos envolvia com carinho
Um tudo que nos olhava, sorria e deixava,
Que fazia das palavras a doce poesia,
Do toque a mais perfeita melodia...
Cada gesto era a expressão em nossos rostos, da mais bela das paisagens...
O melhor da natureza em nós,
Como aquela flor que se rega e que cresce
Linda, pura, bela...
Olho da minha janela, nesta noite escura e amena
E procuro...
Em algum lugar deve estar a lua, eu não a vejo
Em algum lugar deve estar a paz
Eu não a sinto
Mas,naquele lugar de sempre, estão as estrelas
Elas, que nunca me abandonam
Tristes, menos cintilantes, mas firmes
Carregadas com toda a esperança que me devolve ao olhar
E que, se olhar,atentamente
Encontrarei
No meio de toda esta escuridão
O que não quiseste guardar
Procurarei no meio das silvas
Aquele olhar cheio de esperança
Aquele sorriso meigo e cúmplice
Aquele carinho abandonado
Aquele tocar da triste melodia
E as palavras?
As palavras , essas, perderam-se no silêncio
que faz agora
muda
a minha poesia...

Nani Carvalho






segunda-feira, 7 de abril de 2014

As gaivotas que passavam...

 
 
 


um anoitecer a dois
um sentir com a ilusão
que toda esta emoção
nos deixava juntos depois

No silêncio dum abraço
Para que nada apagasse
O efeito do sol no mar
E em mim o desejo de te amar

A timidez do teu sorriso
Esse olhar meigo e sensual
Fez deste momento preciso
A magia de ficar especial

A felicidade de puder
A enorme vontade de fazer
Este por do sol acontecer
Com o sonho de o viver

As gaivotas que passavam
As ondas que rebentavam
Foram cúmplices do que nascia
Enquanto a lua aparecia

Do outro lado do mar
Enquanto o sol nascia
A lua adormecia
E aqui o amor acontecia



Nani Carvalho




domingo, 6 de abril de 2014

Quando o que termina...afinal não acaba ...




Ela sabia que o que tinha á sua frente, era tudo o que sempre desejou...
Sabia que apenas lhe era concedido um momento ... depois, tudo acabaria.
Não era  esse o seu estilo...
não era pessoa de curtir um momento, tirar dele todo o prazer possível, e ,esquecer, como se a seguir ,nada se tivesse passado.
Ainda assim, decidiu arriscar...
Podia ser que se envolvessem emocionalmente, podia ser que para os dois, fosse muito mais do que apenas um instante...
Podia ser que apesar de tão fugaz o momento, a magia do que sentia e sonhava estivesse ao seu alcance...
A noite foi deles...
A cumplicidade enchia de ilusão aquela sala...
A musica ,o  ambiente acolhedor e romântico ,deixavam no ar o cheiro da fantasia de que aquilo que sentiam podia bem ser Amor...
A química, incendiava de desejo aqueles dois corpos, a atração, fundia-os num prazer tão sublime que a deixou emocionada...
Olhava-o com o olhar de quem sabe que acabou...
Beijava-lhe o rosto lindo e sereno, com o sabor a beijo de despedida...
A musica "I can take my eyes of you"gritava o que ela calava, enquanto uma lágrima de saudade descia pelo seu rosto suavemente ...
"and so it is, just he said it would be"...não deixava lugar a duvidas...
Ele tinha-lhe dito...
e naquela noite, disse mais uma vez...
Não havia lugar para ela na sua vida...
Ainda assim... ela entregou-se...
Guarda aquele carinho, guarda o seu cheiro, guarda as lembranças daquela noite, num lugar só dela, onde, junto com outros cheiros e emoções vividas, ele ocupou um espaço ainda vazio...
Nesse lugar chamado Alma... onde o que termina afinal não acaba...

Nani Carvalho

sexta-feira, 28 de março de 2014

aquela noite foi nossa...

 
 



se eu estive no sonho
naquele teu sonho que desejo
As olheiras e o cansaço
Fazem o dia lembrar-me
Que aquela noite foi nossa


Pude sentir que me tocavas
E com loucura me beijavas
Num abraço me envolvias
E a cada gemido tu sorrias

Nos sonhos onde tu me tens
E eu me entrego com alma
Posso sentir naquela cama
Os medos que ainda deténs


O meu medo ao acordar
É que tu e o medo de amar
Façam esta nossa noite acabar
Sem que eu possa ficar


E se esse amor acontecer
Num beijo vais perceber
Que o sonho onde acordava
Era para te dizer que te amava

Nani Carvalho













quarta-feira, 19 de março de 2014

no coração e na Alma







Aí onde agora vives
nesse lugar de luz e paz
 não sei como fazer
para hoje te abraçar

contigo aprendi que a vida
tem que ser vivida com paixão
em cada coisa que fazemos
em tudo aquilo que vivemos

e pra quem vive a vida assim
com dignidade e coragem
aqui a minha homenagem
Carregada dum amor sem fim

se eu pudesse trocava
tudo aquilo que tenho
ia aí e abraçava-te
e depois feliz eu voltava

se eu pudesse gritava
aos berros e tão alto
que talvez ouvisses ai
um dia feliz pra ti


Nani Carvalho







domingo, 16 de março de 2014

como se o som te trouxesse de volta...

 
 
 


sinto que o tempo passou
E pouco ou nada mudou
Digo teu nome em voz alta
Como se o som te trouxesse  de volta

No caminho junto ao rio
Reconheço em mim a vagabunda
Sem lugar, vontade ou brio
Dona duma alma moribunda

A brisa que leva o respirar
E deixa o coração sem lugar
A corrente que arrasta o sorriso
Numa escuridão que nem dou por isso

Quando olho aquela sombra
Que o meu corpo faz ao rio
São os restos do que lembra
Do corpo agora vazio

Procuro entre as folhas do rio
Num lugar escondido e sombrio
encontrar ali perdido
A vida e o seu sentido

Se é aqui nesta nascente
Que até o rio começa
Quem sabe a minha alma doente
No teu sorriso tropeça


Nani Carvalho





sábado, 15 de março de 2014

Aquele olhar sedutor...

 
 
 
                         



naquele lugar belo e distante
Quando o sol se escondeu
A lua apareceu brilhante
E a saudade doeu

Um momento uma paisagem
Que traz de volta a lembrança
Que me leva a coragem
E me destrói a esperança

Que um dia esta aliança perfeita
Entre o dia que termina
e a noite que começa
Afaste de mim esta suspeita

De não voltar contigo a este lugar
De não voltar a viver
De não sentir que amar
É a felicidade de te ter

Aquele doce e meigo sorriso
Aquele olhar sedutor
Amarrou-me sem aviso
E prendeu-me a este amor

Não sei se um dia virá
Alguém que me libertará
E que devolva a beleza
A este lugar da natureza

Nani Carvalho













as cores que a Alma tem...

Alma 25
De
Anabela Veiga
 
 
 
Na alma adormece o sonho
De te pintar de  alegres cores
Onde tiro e também ponho
E te transformo em flores

Como se o branco fosse puro
Por ser essa a cor da alma
Onde nada se pinta  de escuro
E o azul é do céu e acalma

Em cada cor desta tela
Há uma emoção que me apela
Como se cada nascer do sol
Desse a cor ao girassol

No vermelho a adoração
No laranja a emoção
De te pintar com a paixão
Que me vem do coração

Em cada traço o encanto
Da vida que passou por mim
No sonho que por enquanto
A minha alma pinta assim


Nani Carvalho


 
 

 


quinta-feira, 13 de março de 2014

Simpatizo contigo...



separados por um continente
num conhecer á distância
há uma vontade irreverente
que me leva de volta á infância

onde acontecia com magia
o que num olhar meigo eu desejava
num sorriso escondido eu temia
por ter tudo aquilo que amava

esse querer o teu amor
num acreditar com  ilusão
que esse abraço de calor
tem intensidade de paixão

uma emoção com o sabor
do prazer que este amor
que nasce da simpatia
e que afinal eu não temia

Nani Carvalho

















terça-feira, 4 de março de 2014

O sabor daquela lágrima...

 
 
 


procuro em cada imagem
No fundo das recordações
invento-te em cada lugar
Sinto- te em cada olhar


Neste por do sol que te deixa
Da cor que o passado tinha
Vejo- te de longe e pressinto
Que me espreitas daquela janela


A noite cai sobre Alhambra
E eu em frente nesta varanda
Faço deste momento da alma
 Aquele prazer que me acalma

E quando a lua aparece
Imponente sobre ti
Parece que num abraço te envolve
E que eu nunca parti

A imensidão daquelas montanhas
Que te guardam e revestem
Fazem por mim o papel
De quem te ama e protege

Uma vida e outras vidas
Uma alma a minha e a tua
Que saem de mim e de ti
E se juntam naqueles jardins

A lua cheia ilumina
Os sons cantam o passado
Em que a tua alma e a minha
Juntas eram apenas uma


A brisa que invade a varanda
com o calor do teu sorriso
Abraça-me e de mão dada
leva-nos de volta ao passado


O sabor daquela lágrima
Que de emoção e dor me caía
É o da alma e da saudade
De quem te ama de verdade

Nani Carvalho






domingo, 23 de fevereiro de 2014

Feel love tonight...





se não sentiste o Amor esta noite
não serás capaz de amar outra vez...

no sonho que eu tanto protejo
há um amor intenso e puro
de carinho e  um quase louco desejo
que faça das nossas vidas futuro

eu e tu numa cumplicidade madura
em cada toque o que sentimos
e nos faz ir na aventura
de tu e eu o consentirmos

não sei se percebeste o clima
que me envolvia em magia
desse olhar que me aproxima
do amor que nos sonhos fazia

uma noite que queria
um beijo que sabia
um olhar que me invadia
um desejo que podia

nessa noite aconteceu
e a minha alma percebeu
que este amor é parte do sonho
que faz o meu coração risonho

podia bem ser real
este tocar que me despertou
para este momento atual
em  que o meu sonho te acordou

Nani Carvalho












domingo, 9 de fevereiro de 2014

Eu tenho pena do dia...





        Uma vida que passou
        um destino que tardou
        o presente triste faz o que pode
        deste Amor que me explode


     um sentir a nostalgia
     que me abraça de saudade
     num dia a dia em que sem ti
     vai morrendo metade de mim

    em cada semana e mês
    em cada verão ou inverno
    eu queria mas tu não vês
    a crueldade deste inferno

   eu tenho pena do dia
   em que de repente perceba
   que afinal o que doía
   não era a ti que pertencia

  e esse momento ao chegar
   vai fazer deste lutar
  um sitio capaz de amar
  sem que tu tenhas lugar


Nani Carvalho


 

   

   


      
  

Era um pedido simples...

Era uma fria manhã vésperas de Natal, acordei com o barulho da sessão de circo que tinha começado,abri a janela e um lindo ...